Facebook

header ads

Covid-19: 2ª macrorregião tem 2.148 casos, 41 mortes e só 89 leitos de UTI


Composta por um total de setenta municípios e uma população de cerca de 1,2 milhão de pessoas, a 2ª Macrorregião de Saúde da Paraíba, que tem Campina Grande como referência, soma até esta sexta-feira, 29, 2.148 casos confirmados e 41 mortes por coronavírus. Pelo menos 193 novos casos foram confirmados nas últimas 24 horas. Pelas estatísticas locais, nenhuma morte ocorreu nesse período.

Ainda conforme os números atualizados, dos setenta municípios que compõe a 2ª Macrorregião, um total de 58 cidades já têm casos registrados de covid-19, o que representa um índice de 83% dos municípios já atingidos pela pandemia. A taxa de letalidade é de 1,9%, abaixo da média nacional, enquanto o chamado Coeficiente de Incidência, que é o risco de evolução do vírus, é de 191 nessa macro.

GARGALO FATAL

O número de leitos disponíveis em unidade de terapia intensiva na região capitaneada por Campina Grande aumentou na última semana, passando de 68 para 89, além de 163 leitos de enfermaria. Parte do aumento se deve aos leitos do chamado hospital de campanha, localizado ao lado do Pedro I.

No entanto, a soma ainda é pequena para o tamanho da demanda. Ao todo, são 65 leitos disponibilizados pela Secretaria Municipal de Saúde somando os do Pedro I, Hospital de Campanha, Instituto de Saúde Elpídio de Almeida e Hospital da Criança e do Adolescente.

Outros doze estão localizados no Hospital Universitário Alcides Carneiro. Já no Hospital de Trauma, o maior da Paraíba, apenas treze leitos estão em funcionamento até agora e doze deles estavam ocupados nesta sexta-feira. No início da crise da pandemia, a Secretaria de Saúde do Estado teria se disponibilizado a instalar 30 leitos.

CRM COBRA ESTADO

Conforme já mostrado pelo blog, o Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) está cobrando do Governo do Estado a entrega de 520 leitos para o tratamento da Covid-19, sendo 143 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 377 leitos de enfermaria, que constam no Plano Estadual de Contingência Covid-19, mas ainda não estão disponíveis para a população.

Segundo o CRM, dos 404 leitos de UTI prometidos, foram entregues 261, restando ainda 143 a serem instalados. Usando como referência a taxa de ocupação de leitos de UTI registrada no domingo na Paraíba, que era de 71% segundo dados da pasta estadual da saúde, o órgão mostrou que se já tivessem sido entregues os 404 leitos prometidos, a taxa de ocupação seria de 46%, restando mais da metade dos leitos ainda disponíveis.

SEM PRAZO

Em entrevista esta semana, o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, garantiu que os leitos continuarão sendo instalados na medida em que os respiradores forem chegando. Ele afirmou, inclusive, que 17 respiradores chegariam ao Trauma na terça-feira passada.

Além disso, o secretário lembrou que deverá ser inaugurado nos próximos dias o Hospital de Clínicas, com implantação de um novo conjunto de leitos. Mas, não foram fixados prazos precisos para a efetiva entrada em ação dessa estrutura, sobretudo no que se refere a leitos de UTI.

Postar um comentário

0 Comentários