"Plano A" do PSL para Campina Grande seria Bruno Cunha Lima


Caso realmente consiga dar pé ao projeto de candidatura própria em Campina Grande, o PSL tem no ex-deputado estadual Bruno Cunha Lima o seu nome favorito, segundo figuras próximas – digamos assim – ao partido. Após desistir de tentar a reeleição para a Assembleia Legislativa e perder as eleições para a Câmara Federal, Bruno teria fincado pé na ideia de concorrer ao Palácio do Bispo.

Da parte do ex-deputado, o plano ideal era contar com o apoio do prefeito Romero Rodrigues, que, inclusive, o nomeou para a chefia de gabinete do Município. Mas, o plano se mostra bastante falível (por motivos já abordados aqui), de modo que o jovem Cunha Lima, resoluto a concorrer de qualquer forma, planeja voos solos.

Nesse sentido, o projeto de Bruno casaria perfeitamente com o do controverso deputado federal Julian Lemos para o PSL. Isso contando com uma não intervenção do “comandante em chefe” da atribulada legenda, o presidente Jair Bolsonaro, ex-amigo de Julian e muito próximo do prefeito Romero – que, por seu turno, já cobrou “coerência” ao PSL, lembrando seu apoio ao então presidenciável em 2018.

Se, nessa história toda, a sigla bolsonarista terminar ficando no barco de Romero, poderá acabar tentando indicar o vice – se bem que o bloco do prefeito, na prática, tem mais postulante à vice que à cabeça da chapa.

Nenhum comentário

.