Ramiro Pinto responde Vicente Gouveia, nega promoção pessoal e lamenta "falta de espírito público"

O professor Ramiro Pinto enviou considerações a respeito das declarações do ex-vereador Vicente Gouveia, publicadas no blog no último dia 20, em tom crítico à participação de Ramiro em tribuna livre na Câmara Municipal (veja a matéria AQUI). Seguem, abaixo, as ponderações do professor:
.
Caro Sr. Lenildo Ferreira, bom abençoado dia!

Escrevemos a Va. Sa. para rogar “Direito de Resposta” da matéria publicada em vosso blog, no link: http://www.lenildoferreira.com.br/2013/11/presenca-de-professor-e-politico-em.html.

Esclarecemos a Va. Sa. que estivemos na última terça-feira, 19 de novembro, ocupando a Tribuna Livre da Câmara Municipal de Campina Grande, como integrante do “Movimento Viva Bodocongó”, para: primeiro, denunciar a contaminação do Açude de Bodocongó por 12 tipos diferentes de cianobactérias apresentado por estudos recentemente publicado e pedir sua interdição para banho e consumo; e segundo, para solicitar Audiência Pública para discutir a “reurbanização” do Açude de Bodocongó com a presença do Governo do Estado da Paraíba, Prefeitura Municipal de Campina Grande; CAGEPA; SUDEMA; Ministério Público; UFCG; UEPB; Embrapa; INSA; IFPB, dentre outros órgãos, e a comunidade.

Esclarecemos a Va. Sa. que a legislação da CMCG permite este direito, quer seja como integrante do “Movimento Viva Bodocongó”, bem como cidadão, conhecedor da causa ambiental como ativista que sou há 32 anos, como professor, como Doutor em Recursos Naturais, como participante de diversas conferências internacionais, como a ECO-92 e a RIO+20, e nacionais. Nem desejo usar as participações políticas de ser atualmente terceiro suplente de Deputado Federal.

Esclarecemos a Va. Sa. que, em nenhum momento, representando o “Movimento Viva Bodocongó”, desejamos ser “exclusivo” na defesa ambiental do manancial ou de qualquer outro tema. Não faz parte de nossa índole. Tanto que já realizamos diversas denúncias anteriores, tanto em nosso blog (pode consultar esta publicação de 17 de novembro de 2012, por exemplo http://ramiromanoel.blogspot.com.br/2012/11/a-tal-urbanizacao-do-acude-de-bodocongo.html, como ações no Ministério Público.

Esclarecemos a Va. Sa. que nos entristecemos ver as atuais condições do quase centenário Açude de Bodocongó, que agoniza em face do avançado processo de assoreamento e da poluição das suas águas pelos esgotos sem tratamentos, lixo, dentre outros graves problemas.

Esclarecemos a Va. Sa. que nos entristecemos ver a falta de espírito público de pessoas que em vez de juntar forças, tentam espalhar discórdias, ter ganhos outros, usar de mesquinhes, de usar de artifícios para desqualificar.

Esclarecemos a Va. Sa. que a imagem e o som fala mais de que mil palavras, para quem não esteve presente ou não assistiu a Tribuna Livre na Câmara Municipal de Campina Grande, a partir dos 45 minutos a nossa intervenção, ver no link da 102ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Campina Grande: https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=AR8wvgsZAv0.

Esclarecemos a Va. Sa. que continuaremos na defesa ambiental, continuaremos com as ações do "Movimento Viva Bodocongó", continuaremos em defesa da vida, da justiça, da solidariedade e da fraternidade para todos e todas!

E que Deus nos abençoe, sempre, nesta caminhada! Agradecemos,
Ramiro Manoel Pinto Gomes Pereira

Nenhum comentário

.