Facebook

header ads

Romero acusa Geraldo Medeiros de criar pânico: “Trabalha contra Campina”


O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, reagiu duramente às declarações do secretário de Saúde do Estado, Geraldo Antônio Medeiros, que reclamou em entrevista à imprensa da capital que as prefeituras de João Pessoa e Campina Grande não estariam seguindo as determinações da sua pasta em relação às medidas de segurança sanitária.

Em resposta, durante conversa com a imprensa nessa terça-feira, Romero disse não dever obediência ao secretário. “Eu não sei onde é que devo obediência a ele. Devo obediência ao povo de Campina, que me elegeu e vou trabalhar, como estando trabalhando, todos os dias. Está lá o Hospital Pedro I com leitos disponíveis de enfermaria e UTI, o hospital  de campanha com leitos quase todos disponíveis”, reagiu.

Em seguida, o prefeito subiu o tom e acusou Geraldo Medeiros de criar um ambiente prejudicial à cidade. “Eu não sei por que tanta pressão psicológica no povo de Campina e nos empresários dessa cidade, porque ele trabalha contra o povo de Campina no momento em que fica criando pânico, criando instabilidade, criando dificuldade ao invés de se unir para a gente poder facilitar a vida das pessoas”, bateu.

O chefe do executivo municipal voltou a dizer que não tem contas a prestar ao gestor estadual da saúde. “Não devo satisfação a ele. Devo, sim, ao povo de Campina que me elegeu e vou trabalhar de forma super correta e séria para retribuir à confiança da cidade. Graças ao meu bom Deus, as coisas estão bem. E, no momento que tiver, se tiver, terei tranquilidade de informar a população campinense, porque torço pela vida, não vou apostar na morte”, finalizou Romero.

As declarações do prefeito ao repórter Lucas Batista foram veiculadas na rádio Campina FM.

Postar um comentário

0 Comentários