Facebook

header ads

Prefeito do Ingá morre em Campina Grande aos 64 anos de coronavírus


Morreu nas primeiras horas desta quinta-feira, 16/07, aos 64 anos, o prefeito do município de Ingá, Manoel Batista Chaves Filho, mais conhecido como Manoel da Lenha (PSD), vítima do coronavírus. O político estava internado há duas semanas na clínica Santa Clara, seu quadro se complicou nas últimas horas e Manoel acabou não resistindo.

O vice-prefeito Robério Lopes Burity (PDT) assume em definitivo o comando da prefeitura. Aliás, o vice já havia ocupado a chefia do executivo no domingo, mesmo sem ter sido empossado pela Câmara e sem transmissão do cargo, o que teria gerado controvérsia no município.

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, presidente estadual do partido de Manoel da Lenha, o PSD, divulgou uma nota lamentando a morte do correligionário. Veja a nota:

O prefeito Romero Rodrigues lamentou profundamente, na manhã desta quinta-feira, 16, a morte do prefeito de Ingá, Manoel Batista Filho (PSD), carinhosamente conhecido como "Manoel da Lenha", em hospital privado de Campina Grande.

Manoel da Lenha já estava internado na Clínica Santa Clara há praticamente duas semanas, após ser diagnosticado com Covid-19. O prefeito tinha 64 anos e apresentava comorbidades.

Encontro recente

Na condição também de presidente estadual do PSD, Romero Rodrigues encaminhou voto de pesar à família e ao Município de Ingá pelo falecimento precoce de Manoel da Lenha. Romero tinha se reunido, inclusive, com o prefeito e o filho, Pierre Jam de Oliveira Chaves, há algumas semanas, para tratar de pautas político-partidária e administrativa.

"Manoel foi um homem público de qualidades excepcionais e deixa um vazio enorme na vida pública, em sua terra natal, Ingá, e nos quadros do PSD paraibano", registrou Romero.

Postar um comentário

0 Comentários