CG vai usar cloroquina para pacientes em estágio inicial da Covid-19


Em recente reunião com o secretário Filipe Reul, da Saúde Municipal, o prefeito Romero Rodrigues tomou uma importante decisão em relação ao tratamento das pessoas com sintomas suspeitos ou infectados pelo novo Coronavirus em Campina Grande: a adoção de um novo protocolo que prevê a prescrição da Hidroxicloroquina em pacientes com estágio inicial da Covid-19.

- Trata-se de um protocolo que tem apresentado resultados positivos em estados como Pará, Maranhão e Piauí, com notáveis vantagens para os pacientes e também por diminuir o risco de colapso ao nosso sistema de Saúde - argumenta Romero Rodrigues.

O secretário Filipe Reul explica a estratégia em Campina Grande. As pessoas com sintomas de Covid-19 que procurarem a UPA do Alto Branco - a porta de entrada do sistema na cidade - passarão a ser tratadas, nessa fase inicial, com um coquetel de medicamentos que inclui a Hidroxicloroquina.

Mesmo seguindo para o próximo estágio no fluxo de atendimento - o Hospital Pedro I, no bairro de São José -, o paciente continuará a ser medicado com o coquetel, sendo liberado para casa sob monitoramento da equipe da Saúde Municipal.

Segundo Filipe Reul, a vantagem imediata é que, por esse novo protocolo, o paciente acelera a cura e não ocupará por tempo demasiado os leitos de internação, numa bem vinda rotatividade neste momento de pandemia.

O secretário alerta, contudo, que a própria aplicação do coquetel, cuja estrela é a Hidroxicloroquina, só ocorrerá com base em alguns critérios, que levam em conta a não inclusão no rol dos contemplados as grávidas, cardiopatas e outras condições especiais de Saúde dos pacientes.

Fonte: Assessoria

Nenhum comentário

.