Pacificador, morre em Campina Grande o pastor e jornalista Gomes Silva


Um dos momentos mais ingratos para o jornalista é ter que noticiar a partida de pessoas queridas. E foi com esse sentimento, sob o choque da informação e uma tristeza profunda, que noticiamos na manhã desta segunda-feira, 18, a morte, ocorrida nas primeiras horas do dia, do jornalista e pastor Manoel Gomes da Silva.

Jornalista por formação, pastor por vocação, Gomes – a quem conheci ainda na minha adolescência na igreja O Brasil para Cristo – mudou-se para Alagoa Grande e lá fundou a Comunidade Evangélica Pentecostal Deus é Amor (Cepea), uma obra que vinha sendo construída com muita dedicação, fé e amor.

Gomes Silva esteve atuante nas redes sociais até a última sexta-feira, mas passou mal e foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Alto Branco, com sintomas de coronavírus – que teriam sido confirmados pelos primeiros exames. Infelizmente, seu quadro evoluiu rapidamente para uma insuficiência respiratória aguda.

Ainda não está claro por que o pastor não foi transferido para o Hospital Pedro I, referência no atendimento de pacientes com a doença para Campina Grande e outros 69 municípios. Também não há, ainda, informações sobre o velório, que, no entanto, conforme o procedimento estabelecido para a pandemia, será restrito.

À família de Gomes os mais profundos sentimentos de lamento e o pedido para que o Espírito Santo conforte seus corações.

Nenhum comentário

.