Facebook

header ads

Com "albergados" nas ruas, PM registra alta dos roubos e furtos de carros em CG


Apesar do isolamento social e a menor circulação de automóveis, o furto e o roubo de veículos não diminuiu em Campina Grande. Pelo contrário, de acordo com a Polícia Militar, esse número até aumentou. Segundo o comandante do 10º Batalhão da PM, tenente-coronel Francimar Vieira Lins, desde o início do isolamento social na cidade os números só aumentam.

O 10º BPM é responsável pela área central, além das zonas norte e leste de Campina Grande e dos municípios de Massaranduba e Lagoa Seca. As informações são do repórter Dayvson Victor, da Campina FM, divulgadas com exclusividade pelo Jornal Integração na manhã desta segunda-feira, 04.

Em relação ao furto de carros, no mês de março foram registrados apenas cinco ocorrências, mas em abril esse número quase triplicou para 14 casos, o que representa um crescimento de 180%. Já no que diz respeito ao roubo de automóveis, a contar do início da quarentena, foram contabilizadas 60 ocorrências na cidade.

De acordo com o comandante, um dos motivos para a alta nesse tipo de crime seria a liberação dos chamados “albergados” por conta da pandemia. “Tivemos a liberação de quase 250 presos do regime semiaberto, que se recolhiam todas as noites e estão desde o mês passado se recolhendo em suas casas – ou deveriam estar”, disse Francimar.

A boa notícia é de que em 70% dessas ocorrências, a Polícia Militar conseguiu efetuar a recuperação dos veículos, conforme revelou o comandante do 10º BPM. “São dados que demonstram o nosso esforço, que não tem sido pouco. A PM, além de suas atribuições regulares, nesse período difícil tem sido imbuída de diversas outras missões e temos trabalhado incansavelmente”, analisou o tenente-coronel.

Postar um comentário

0 Comentários