Sensatez: Vereadores rechaçam pedido para liberar cultos durante a pandemia


Diante da gritante inconstitucionalidade da matéria, o vereador Pastor Josimar Henrique (PRB) apresentou um requerimento, ao invés do Projeto de Lei Ordinária 068/2020, que propõe liberar o funcionamento dos templos religiosos de Campina Grande, mas ainda assim a propositura foi – sensatamente, diga-se de passagem – recusada pelo plenário da Câmara Municipal.

Josimar é pastor da Igreja Universal do Reino de Deus e tornou-se titular do mandato após a morte do titular, Lula Cabral. Ele fez uma sustentação oral da proposta, alegando que as igrejas são essenciais para o conforto espiritual da população e que é possível reabrir os templos com as devidas medidas de segurança.

No entanto, a presidente da Casa, Ivonete Ludgério, assim como Olimpio Oliveira, Alexandre Pereira, Pastor Luciano Breno e Pimentel Filho apontaram os riscos envolvendo a proposta de Josimar.

Alexandre, que forma a bancada evangélica e tem intermediado um diálogo entre a Prefeitura de Campina Grande, o Ministério Público e a Ordem dos Ministros Evangélicos do Brasil (Omeb), alertou que havia entrado em contato com o MP, que se colocou firmemente contra a possibilidade de reabertura dos templos por serem espaços de grande aglomeração.

“Claro que eu me entristeço com o fechamento das igrejas; sinto saudades do convívio com os irmãos. Mas conversei com a Dra. Adriana Amorim, do Ministério Público, e ela apontou que o MP segue defendendo as medidas de isolamento social. Precisamos ser responsáveis e sensatos sobre os riscos de uma abertura. Quem será o prefeito ou o pastor que vai querer segurar na alça do caixão dos mortos?”, ponderou Alexandre.

Luciano Breno, que também é pastor, lembrou que “as igrejas não estão fechadas, apenas não estão ocorrendo solenidades públicas por prudência, medida de segurança diante das recomendações sanitárias”.

Em seguida, o requerimento foi retirado de apreciação por um pedido de vistas do vereador Pimentel Filho, que tem atuação na Igreja Católica e que, no entanto, já se mostrou contrário à reabertura dos templos sem o aval das autoridades de saúde. Somente Saulo Noronha (SD) apoiou o requerimento de Josimar.

Nenhum comentário

.