Vereador defende regularização de todos os mototaxistas clandestinos de CG


O vereador Ivan Batista defendeu, durante entrevista à Campina FM, que todos os mototaxistas que circulam atualmente no município sejam regularizados. De acordo com a Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP), são cerca de quatro mil “clandestinos” em Campina Grande atualmente.

O raciocínio de Ivan em relação ao tema é claro e, diga-se, extremamente coerente. Afinal de contas, como lembra o parlamentar, se não existem mais as barreiras da necessidade de permissão do poder público para que motoristas de serviço de transporte por aplicativos rodem nas cidades, por que seria diferente em relação aos mototaxistas?

“Não precisamos inventar a roda em Campina Grande. Basta nos atualizar. Se temos as empresas que trabalham com carros, como Uber e 99, qual a razão para preterir o mototaxista? Qual o sentido de preterir o mototaxista da cidade de exercer seu trabalho, garantir sua feira? Você está só atrapalhando”, ponderou Ivan Batista.

O vereador ainda lembrou que impedir o trabalho dos chamados clandestinos, além de não fazer qualquer sentido – inclusive juridicamente – em tempos de Uber, representa também um prejuízo para a segurança pública da cidade, afinal, como ressalta Ivan Batista, a regularização permitiria que os mototaxistas fossem cadastrados e, assim, devidamente identificados. “Ou seja, com a proibição perdem todos, inclusive os usuários do sistema”, conclui.

Nenhum comentário

.