Pedro Cunha Lima reafirma o óbvio: Cássio não será candidato a prefeito


Seguem-se duas afirmações evidentes. A primeira, Cássio Cunha Lima, ex-governador, ex-senador, ex-prefeito, ex-deputado federal, é o único nome que uniria completamente o bloco político aliado do prefeito Romero Rodrigues. Óbvio demais. Não haveria as reclamações de Manoel Ludgério, a resistência de Bruno Cunha Lima, a persistência de Tovar Correia Lima.

A segunda: Cássio não vai ser candidato a prefeito de Campina Grande. Conforme já ponderamos aqui, em termos políticos e também da própria vida pessoal, não há qualquer sentido em o tucano largar Brasília para voltar ao início de sua carreira e ser candidato ao Palácio do Bispo.

Mas, a despeito de toda a obviedade, parte do grupo de Romero clama até agora pela volta do filho de Ronaldo. O que, aliás, é natural. Diferentemente, claro, das especulações sem pé e nem cabeça de parte da imprensa – sobretudo aquela localizada na beira do mar – que toda eleição cria teses sem fundamento e joga para cima.

Seja como for, hoje, durante lançamento da programação do Maior São João do Mundo, o deputado federal Pedro Cunha Lima, filho de Cássio, falou tranquila e claramente no sentido de reafirmar a obviedade já mencionada: o pai fica em Brasília e Romero comanda o processo em Campina Grande.

Nenhum comentário

.