Facebook

header ads

Empresários decidem manter fechamento do comércio de Campina


Uma videoconferência realizada na manhã deste sábado, 28 de março, com a participação de representantes de entidades de classe (CDL, ACCG, FIEP, FACE-PB, SindCampina, Sinduscon e Secovi), Ministério Público e Prefeitura Municipal de Campina Grande discutiu o isolamento social provocado pelo novo coronavírus e os impactos que esta medida tem causado à economia local.

Durante o encontro virtual, os empresários ouviram do médico infectologista Rodolpho Dantas a estimativa alarmante do impacto que a suspensão da quarentena poderia provocar na rede pública de saúde do município, onde a previsão é de cerca de 400 mil infectados sintomáticos em toda a região do Compartimento da Borborema e mais de mil mortes provocadas pela COVID 19.

Ouvindo também a orientação do Ministério Público da Paraíba através da procuradora da saúde, Adriana Amorim e da procuradora do trabalho, Marcela Asfora, os líderes empresariais decidiram seguir com as atividades comerciais suspensas por pelo menos mais uma semana como forma de evitar que o vírus se propague ainda mais na cidade.

Assim, ficou definido que na próxima sexta-feira (03 de abril) haverá uma nova videoconferência para reavaliar a situação local e decidir se o comércio de Campina Grande irá retomar suas atividades de forma gradual, obedecendo um calendário sugerido pela secretaria de desenvolvimento econômico, que prevê o retorno das lojas de rua no dia 06 de abril, porém, de forma reduzida, das 10 horas às 16 horas. Já os Shoppings e galerias a previsão é para que o retorno aconteça voltar a funcionar no dia 13 de abril. Os eventos continuarão sem previsão de voltar a serem realizados para evitar aglomeração de pessoas.

Fonte: CDL


Postar um comentário

0 Comentários