Facebook

header ads

Associação Campinense de Imprensa emite nota de repúdio a Julian Lemos


A Associação Campinense de Imprensa divulgou nesta terça-feira uma nota de repúdio contra o deputado federal Julian Lemos por declarações do parlamentar contra profissionais do segmento na cidade. Veja o texto:

A Associação Campinense de Imprensa vem a público repudiar a conduta do deputado federal Julian Lemos, do PSL, que insistentemente reage com violência e agressividade desmesuradas e inaceitáveis ao trabalho dos profissionais da comunicação desta cidade, empregando esse tipo de recurso em clara ânsia intimidadora a qualquer declaração ou crítica que o desagrade.

A diversidade de opiniões e a liberdade de imprensa, elementos essenciais da democracia, exigem de cada indivíduo que se proponha a exercer atividades públicas a capacidade de lidar com críticas, as quais, independente do mérito e do juízo de valor que delas se faça, são naturais e até mesmo necessárias ao ambiente democrático.

Nesse sentido, a postura do deputado, agredindo e acusando genérica e irresponsavelmente ao invés de responder devidamente às declarações da imprensa, revela uma visão turva e uma conduta autoritária, além – repita-se – da clara intenção de silenciar o trabalho dos profissionais do segmento por meio da intimidação.

O que, ressalte-se, não ocorrerá.

Julian Lemos, cujos dados da Transparência da Câmara dos Deputados demonstram expressivos gastos com publicidade do mandato custeada por recursos públicos, revela também não entender que a relação institucional resultante desse tipo de procedimento não implica – ou não deve – submissão da imprensa e compra de consciências, de modo que, se assim age o deputado ao alocar recursos publicitários, não deveria estender tal mentalidade a terceiros.

Por fim, convém ao senhor Julian Lemos lembrar que o mandato que exerce é passageiro, enquanto a imprensa que ele ataca permanecerá prestando um serviço essencial e fundamental à sociedade campinense e paraibana. E mais, deve estar ciente que seu ataque a profissionais do segmento representa, na verdade, uma agressão a toda a classe. Agressão que será repelida e, mais uma vez ressalte-se, não nos intimidará.

Campina Grande, PB – 03 de março de 2020

A diretoria

Postar um comentário

0 Comentários