Vereador vai à Justiça contra doação de terreno ao Sítio São João

Sítio São João - Imagem: Sandrynne Valença

O vereador Galego do Leite (Podemos) afirmou, durante entrevista à Campina FM nesta sexta-feira, 22, que deverá acionar a Justiça contra a doação pela Prefeitura de Campina Grande do terreno do Sítio São João à entidade que gerencia o equipamento, o Memorial do Homem Nordestino.

Localizado às margens da Avenida Floriano Peixoto, o terreno tem cerca de 25 mil metros quadrados e, de acordo com Galego, valor estimado em cerca de R$ 7 milhões. O Município já havia feito a cessão do imóvel para o Memorial por um período fixado em 20 anos, mas, ontem, a Câmara aprovou a doação definitiva. O projeto foi de autoria do poder executivo.

“Ninguém é contra a cultura, contra o Sítio São João; jamais. O nosso questionamento é porque é o líder da bancada da maioria e a gente não compreende a velocidade da votação desse projeto, nem a generosidade do prefeito em doar um terreno de quase 25 mil metros quadrados, em uma área nobre onde seria construído o centro administrativo, a um aliado, ao líder da sua bancada”, disse Galego.

O vereador assegurou que, com ou sem o apoio dos colegas da oposição, vai acionar a justiça. “Está muito claro o crime de lesa-pátria que foi cometido. A oposição ainda não se reuniu, mas, posso falar por mim, dessa vez não tem como aceitar, é inadmissível uma questão destas e, com certeza, a partir da próxima semana teremos uma posição clara”, afirmou.

JUSTIFICATIVA À DOAÇÃO

Na justificativa do projeto enviado à Câmara Municipal, o governo afirmou que o objetivo da proposta é “fomentar o turismo de evento e cultura nordestina no município”. E acrescenta: “A nova Vila Sítio São João está construída em uma área ampla e passará a ser um dos principais espaços de recreação e imersão da cultura nordestina, com funcionamento não apenas no período de São João”.

JOÃO: SEM VÍNCULO

Durante discurso na Câmara em meio aos debates sobre a matéria, o vereador João Dantas assegurou que atualmente é apenas um consultor do Memorial do Homem Nordestino.

O parlamentar, inclusive, chegou a dizer que, caso qualquer pessoa prove que ele tenha recebido algum recurso financeiro para a consultoria prestada ou que o Sítio São João tenha sido beneficiado por dinheiro público renunciaria ao mandato.

João Dantas disse, também, que existem diversas propostas para levar o equipamento para outras cidades da Paraíba e até para São Paulo.

Nenhum comentário

.