Facebook

header ads

Exaltação de Bolsonaro a ex-senador empolga cassistas para 2020

 
Durante rápida passagem por Campina Grande nesta segunda-feira, 11/11, para entrega das casas do Aluízio Campos, o presidente da República, Jair Bolsonaro, rasgou incontáveis elogios a uma figura que sequer era esperada na solenidade, o ex-senador Cássio Cunha Lima, derrotado nas eleições 2018. O tucano foi ovacionado pelo público ao subir ao palco, recepção que impressionou o presidente.

“Ele chegou modestamente e ia sentar na segunda fileira. Eu falei: ‘não, fica na primeira. Se não tiver vaga, senta na minha cadeira. A maneira como ele foi recebido por vocês, ele é patrimônio de Campina Grande, não é patrimônio da Paraíba, nem do Nordeste; é patrimônio do Brasil. E pelo que vive dele neste dia, ele tem mais uns quarenta anos para trabalhar por todos nós”, disse.

A fala do presidente da República, somada à chegada inesperada de Cássio ao evento, chamou a atenção de todos e, como em período pré-eleitoral todo fato ganha contornos maiores e amplifica as ilações e conjecturas, trouxe o ex-senador mais uma vez à cena política das ponderações sobre 2020.

Vale lembrar que até o momento o próprio tucano tem se mostrado evasivo a respeito do assunto, mas dando sinais claros de não estar disposto a entrar no desafio. Nas hostes governistas da cidade, inclusive, há quem assegure que Cássio já revelou que não estar em seus planos tentar voltar ao cargo de prefeito, que já ocupou por três vezes.

Postar um comentário

0 Comentários