Em baixa, Poções deve atrasar chegada das águas da transposição a Boqueirão

Portal de entrada das águas em Monteiro - Imagem: Paulo Pessoa

Entre o Portal Monteiro e o Açude Epitácio Pessoa, Boqueirão, são 130 quilômetros de Rio Paraíba. Nesse percurso existem três barragens: São José, Poções e Camalaú. E a preço de hoje é o reservatório Poções que causa maior preocupação, de acordo com a Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa).

É que a barragem que abastece Monteiro, a maior cidade do Cariri, está com apenas 2,5% da capacidade máxima e ainda vai precisar receber uma considerável recarga para que o nível chegue até a tomada de fundo e assim a água possa ser liberada para Boqueirão.

Camalaú vem logo em seguida com 5% da capacidade, porém, a água já está no nível da tomada de fundo. A situação mais tranquila é a da barragem São José que está com 70% da capacidade de acordo com a Aesa e é a menor das três.

LEITO DO RIO PARAÍBA

A água da transposição chegou ao Portal Monteiro na última quarta-feira (20). Segundo o Departamento Nacional de Obras contra as Secas (Dnocs) as barragens estão preparadas para receber a água. O presidente da Aesa, Porfírio Loureiro, disse que o leito do Rio Paraíba está desassoreado e não deve causar problemas como caminho das águas do “Velho Chico” até Boqueirão.

No último reencontro das águas, a distância de 130 quilômetros aconteceu em 37 dias, porém Porfírio disse que somente com a vazão exata que está sendo liberada sendo divulgada será possível fazer uma previsão.

Fonte: Blog do PP

Nenhum comentário

.