Parlamentar sugere instalação de escola cívico-militar no Caic


O vereador campinense Sargento Neto (PRTB), que entregou pessoalmente carta ao presidente Jair Bolsonaro pedindo a instalação de uma escola militar no município, indicou esta semana uma área que, no seu entendimento, seria o espaço mais adequado para o equipamento: o Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente (Caic), localizado no bairro das Malvinas.

“Estive fazendo uma visita ao Caic, que precisa de uma reforma urgente, mas tem uma área enorme, de mais de 10 mil metros quadrados, e pode muito bem ser utilizada. A área está desativada, tendo os alunos sido deslocados para outras escolas, e sugerimos a utilização daquela estrutura para a instalação da escola cívico-militar”, explicou Neto.

Além de ter entregado pessoalmente ao presidente da República o pedido de um educandário do tipo para a Rainha da Borborema, o vereador foi conhecer outras unidades já existentes no país, uma delas em João Pessoa e outra no estado do Paraná. “É uma escola com uma aceitação enorme por parte da população, trabalhando a disciplina e com uma metodologia diferenciada e muito eficiente”, ressaltou.

ADESÃO

O governo federal lançou no dia 5 de setembro o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares, que prevê a implementação de 216 colégios até 2023 – 54 por ano, a começar por 2020.

De acordo com o Ministério da Educação, os 26 estados e o Distrito Federal têm até o dia 27 de setembro para indicar duas escolas que poderão receber o projeto em formato piloto já no primeiro semestre letivo de 2020. Os colégios devem ter de 500 a 1.000 alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental e/ou do ensino médio. Antes disso, a comunidade escolar deverá aceitar a mudança.

Nenhum comentário

.