Márcio Melo cobra tratamento isonômico do Governo do Estado para a FAP


O vereador Márcio Melo cobrou do Governo do Estado isonomia no tratamento do Hospital da FAP, de Campina Grande, em relação ao Napoleão Laureano, de João Pessoa. Nas últimas semanas, uma forte campanha em todo o estado tem sido realizada em favor da unidade pessoense, que, assim como a FAP, é especializada no atendimento de pacientes com câncer.

Na semana passada, o governador João Azevêdo autorizou o repasse de R$ 4,2 milhões por ano para Laureano por meio de convênio com a Secretaria de Estado da Saúde. Márcio elogiou a iniciativa, destacou a importância do hospital e lembrou que seu apelo não representa qualquer tipo de concorrência entre as duas unidades.

“Pelo contrário. Aplaudimos toda iniciativa em prol do Napoleão Laureano, que, assim como a FAP, trabalha diuturnamente para salvar vidas. Na verdade, meu apelo é no sentido de que a fundação localizada em Campina Grande também seja contemplada, o que é justo e natural”, ressaltou o parlamentar.

Márcio lembrou que o Palácio da Redenção, por meio do ex-governador Ricardo Coutinho, promoveu uma série de cortes nos repasses para a FAP, penalizando duramente a instituição. “O Governo do Estado vem se omitindo em ajudar a saúde de Campina Grande e a FAP teve cortes de verbas. Agora, me parece que existe uma sinalização de atender à unidade, o que será muito importante, afinal, a fundação atende a diversos municípios”, disse.

O parlamentar explicou que, inclusive, solicitou uma audiência com o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, para tratar do assunto, e explicou que vai se engajar em uma campanha para levantar doações para a unidade hospitalar.

Nenhum comentário

.