Audiência na CMCG discute prevenção ao sarampo e médica faz alerta


Atendendo a uma propositura do vereador Pastor Luciano Breno, a Câmara Municipal de Campina Grande realizou na manhã desta quinta-feira, 19, uma audiência pública para discutir o trabalho de prevenção ao sarampo. De acordo com o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde divulgado na semana passada, o país já registrava até então cerca de 3.400 casos confirmados de sarampo em 16 estados.

A solenidade contou com a participação de autoridades do setor de saúde pública e especialistas, que, além de apresentarem um panorama do atual quadro do enfrentamento ao sarampo no país, na Paraíba e em Campina Grande, esclareceram dúvidas apresentadas pelos vereadores, muitas delas trazidas do cotidiano dos parlamentares junto à população.

“Foi um momento muito importante, para discutir um tema que deve chamar a atenção de todos nós, até porque o sarampo é uma doença que pode ter consequências graves sobre a saúde das pessoas, crianças e adultos”, avaliou o vereador Pastor Luciano. “Debates como estes ajudam a difundir o assunto, sanar dúvidas e alertar a população como um todo”, complementou.

Em relatório divulgado no mês passado, a Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que mais de 364 mil casos de sarampo foram notificados de janeiro a julho deste ano, em 181 países, número quase três vezes maior do que o do mesmo período de 2018, quando foram 130 mil registros.

VISIBILIDADE AO TEMA

A médica Cândida Cavalcante, representante do Hospital Universitário Alcides Carneiro, destacou a importância da audiência pública proposta pelo vereador Luciano Breno. “Parabenizo à Câmara Municipal pela iniciativa, porque é preciso dar visibilidade a essa questão, o que é muito importante para que todos nós tomemos consciência da situação, que ainda não é grave, mas pode se tornar”, disse.

Também estiveram presentes à audiência pública o diretor de Vigilância em Saúde do Município, Miguel Dantas; a coordenadora municipal de imunização, Miralva Cruz; a médica pediatra Jeanete Silveira, que integra o apoio técnico à Atenção à Saúde no Município; além do médico infectologista Jaime Araújo, do HUAC.

Nenhum comentário

.