Servidores da saúde dão prazo para ajuste em PCCR e podem parar


Agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias de Campina Grande deram prazo até o próximo dia 22 para que a Prefeitura de Campina Grande envie à Câmara Municipal um projeto ajustando o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos das duas categorias. Se isso não ocorrer, os servidores poderão cruzar os braços.

De acordo com o presidente do Sintab, Giovanni Freire, o ponto principal cobrado pelos agentes é a correção da sua data-base. “O piso nacional deve ser reajustado sempre em janeiro de todos os anos, porém em Campina Grande houve a implementação do piso, mas com reajuste no mês de maio, causando assim um prejuízo todos os anos”, explicou.

O presidente do Sintab revelou que a gestão já teria reconhecido o erro e se comprometido a efetuar a correção, o que não ocorreu até agora. Agentes comunitários de saúde e de combate às endemias têm realizado uma série de manifestações e protestos e não descartam uma paralisação.

“Ficou encaminhado pela assembleia (dos servidores) que o prazo é até o dia 22 para que o projeto chegue à Câmara Municipal. Caso não chegue, os trabalhadores vão se reunir em assembleia com um indicativo de greve”, confirmou Giovanni durante fala ao Jornal Integração da Campina FM.

Nenhum comentário

.