Romero assina projeto que cria Controladoria Geral do Município


O projeto que cria a Controladoria Geral do Município já está pronto e assinado pelo prefeito Romero Rodrigues, devendo, portanto, aportar na Câmara de Vereadores nos próximos dias. A gestão decidiu criar a CGM no contexto das medidas adotadas após a deflagração da “Operação Famintos”, que levou ao afastamento de dois secretários e a prisão de servidores e da então secretária Iolanda Barbosa (Educação).

A informação de que o projeto já está concluído foi repassada pelo chefe de gabinete do prefeito, Bruno Cunha Lima, durante entrevista ao Jornal do Meio-Dia da Campina FM nesta sexta-feira, 16. “O prefeito Romero Rodrigues assinou agora há pouco, isso por sinal ainda nem foi divulgado, o projeto criando a Controladoria Geral do Município”, disse Bruno.

Sobre a controladoria, Romero havia explicado que a ideia “é montar uma estrutura enxuta de controle interno no âmbito do Município, melhorando consideravelmente o processo de auditoria nos processos de compra e contratação de serviços na prefeitura, desde a origem”, segundo informou a Codecom.

Ainda de acordo com a comunicação institucional, a PMCG já dispõe de um quadro de controladores efetivos, devendo haver “remanejamentos de servidores de outros setores burocráticos da máquina administrativa para dar suporte ao trabalho especializado da equipe”, ou seja, o novo órgão não deverá representar criação de despesas de maior monta para o Município.

Nenhum comentário

.