Só o NE teve saldo negativo de empregos no semestre. PB é o 3º pior caso


Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apontam o Nordeste como a única região do país a registrar um recuo nos números de empregos gerados quando contrapostas contratações e demissões no primeiro semestre deste ano. Os dados se referem a empregos formais.

Segundo os números, a região registrou nos seis primeiros meses de 2019 1.031.192 admissões contra 1.066.385 desligamentos, resultando em um saldo negativo de 35.193 postos de trabalho. A região Norte terminou o período com um saldo perto do equilíbrio, de 4.472 empregos gerados.

Os números da metade de cima do mapa do país são bastante diferentes do desempenho da parte de baixo do Brasil. A região Centro Oeste terminou o semestre com um saldo positivo de mais 76.110 empregos. O Sul, por sua vez, ganhou 111.455 postos de trabalho. Já a região Sudeste liderou a geração de empregos com mais 251.656 postos abertos.

ESTADOS

Segundo o Caged, entre os 27 estados e o Distrito Federal, nove tiveram desempenho negativo – seis deles no Nordeste. Nessa relação, a Paraíba apresentou o terceiro pior desempenho, com a perda de 7.654 postos de trabalho, ficando à frente apenas de Alagoas (-23.506) e Pernambuco (-23.676). No período, o estado gerou 59.581 contratações contra 67.235 demissões.

Nenhum comentário

.