Sindicato dos postos poderá não ser ouvido pela CPI dos Combustíveis


O vereador Alexandre Pereira (PHS), presidente da CPI dos Combustíveis na Câmara Municipal de Campina Grande, afirmou nesta quarta-feira, 24, na Campina FM, que o Sindicato dos Revendedores de Combustíveis da região poderá não ser convocado ou convidado para ser ouvido pelos parlamentares.

De acordo com Alexandre, a oitiva da entidade, que tem como presidente Bruno Agra, não é urgente. Mais que isso, o vereador assegurou acreditar, inclusive, que poderá ser desnecessário chamar o sindicato para depoimento e esclarecimentos perante a comissão.

“A gente já conhece todas as argumentações (do sindicato). É possível que nem seja necessária a vinda deles (à CPI). Nós estamos no topo, começamos pelo Procon que fiscaliza, ouvimos um especialista para falar sobre os encargos que incidem sobre os combustíveis, estamos ouvindo as distribuidoras e os donos de postos”, disse.

“Nesse momento, para nós, não há nenhum interesse de convocá-los”, confirmou. Por outro lado, donos de três postos de combustíveis da região foram chamados para depoimento na CPI. Os requerimentos foram aprovados pelos integrantes da comissão na última segunda-feira.

Nenhum comentário

.