Jornalismo

Profissional atuando desde 2008 no mercado, com passagem por todos os meios. Experiência, credibilidade e qualidade

Comunicação institucional

Profundo conhecimento da dinâmica e caminhos da comunicação institucional eficiente, quer no setor público, quer na esfera privada

Direito

Advogado com atuação na área cível em geral e foco em direito do consumidor, além de assessoria legislativa para supervisão e elaboração de projetos

Cursos online

Didática diferenciada, metodologia direta, clara e objetiva buscando a máxima eficiência do estudo

Blog

Monte Santo deverá receber presos do regime fechado, confirma juiz


Com a instalação de tornozeleiras eletrônicas, cerca de 270 apenados do regime semiaberto não precisarão mais dormir no presídio do Monte Santo, que, de acordo com o juiz Vladimir José Nobre, da Vara das Execuções Penais de Campina Grande, deverá passar por uma reforma. Obra necessária, afinal, a velha Penitenciária Jurista Agnello Amorim é nada mais nada menos que uma sexagenária.

Mas, muito embora a pauta nos últimos dias tenha girado em torno das tornozeleiras eletrônicas, que deverão ser instaladas também em apenados do regime aberto, um fato ainda mais relevante e de impacto expressivo tem sido abordado de maneira secundária.

É que, de acordo com o juiz das execuções penais, o Monte Santo, localizado em área central, de grande tráfego e com vizinhança comercial – sobretudo oficinas mecânicas – poderá voltar a receber presos do regime fechado.

“A medida visa desafogar o presídio do Monte Santo que em breve passará por reformas para atender presos do regime fechado e outras necessidades do sistema prisional”, confirmou Vladimir Nobre à reportagem do Jornal Integração.

EQUÍVOCO DA IMPRENSA

Alguns portais de Campina Grande que repercutiram a fala do magistrado à Campina FM noticiaram, equivocadamente, que presos do regime fechado também deverão receber a tornozeleira eletrônica, atribuindo – repita-se, equivocadamente – ao juiz Vladimir Nobre a informação. Na verdade, como é óbvio, o equipamento é voltado para apenados dos regimes aberto e semiaberto.

SEGURANÇA

Sobre a eventual insegurança causada pelo fim da necessidade de cerca de trezentos apenados dormirem no presídio após receberem a tornozeleira, o diretor do Monte Santo, Kássio Araújo, lembrou que o equipamento, na verdade, vai monitorar os indivíduos 24 horas, ao contrário do que acontece no chamado “albergue”.

“Se alguém tentar romper a tornozeleira, de imediato o sistema de monitoramento informa a uma central. O apenado hoje se recolhe às 19h e sai no dia seguinte às 5h. Então, ele fica nesse período sem nenhum tipo de monitoramento e com a tornozeleira ele vai ser monitorado permanentemente”, ressaltou o diretor.

REPERCUSSÃO

Caso se confirme a decisão de usar o Monte Santo para acomodar presos do regime fechado, a iniciativa deverá provocar discussões na cidade, tendo em vista o impacto, em termos de segurança do perímetro, provocado pela mudança no perfil dos internos da unidade.

Authorism Theme

Jornalismo

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.!

Comunicação

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.!

Direito

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.!

Cursos

4th one time fitness expert, wellness writer, personal trainer, group ex health coach. I am advocates of everything good in the fitness industry and of the people who make it great!

Imagens de tema por richcano. Tecnologia do Blogger.