Mesa diretora da Câmara Municipal de CG deverá ter cota para mulher



A presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, Ivonete Ludgério (PSD, foto), apresentou um projeto de resolução que altera o regimento interno da Casa para estabelecer a obrigatoriedade de reserva de uma vaga entre as sete cadeiras da mesa diretora do legislativo para vereadora do sexo feminino.

Em entrevista à Campina FM, a parlamentar justificou a propositura. “Nesse momento em que as mulheres estão lutando por espaço, temos aqui sete cargos na mesa diretora e nada mais importante do que termos um espaço para a mulher, pelo menos uma mulher na mesa”, comentou.

Única mulher eleita para a CMCG em 2016 e escolhida pelos seus pares para presidir a Casa, Ivonete afirmou que a cota fixada a partir do projeto assegura uma mínima representatividade feminina também na mesa diretora do parlamento municipal. Ela disse ainda esperar, claro, ser reeleita em 2020, mas que também torcer para que mais mulheres consigam assento na Câmara Municipal.

ELEIÇÃO ANTECIPADA

Durante sua fala à Campina FM, Ivonete Ludgério voltou a se posicionar favoravelmente à proibição da eleição antecipada para a mesa diretora da Câmara Municipal. Segundo Ivonete, embora sua segunda eleição para a presidência tenha ocorrido de maneira antecipada, ela formou entendimento de que a prática deve ser abolida. 

Nenhum comentário

.