Estado é quem mais lucra com o São João de Campina, diz Romero


Ao fazer um balanço da edição 2019 do Maior São João do Mundo na noite de encerramento da festa e comentar a participação do Governo do Estado no evento, que há alguns anos se dá apenas através das forças de segurança pública, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, destacou a importância do São João para a Paraíba e o papel que acaba representando na arrecadação estadual.

“O Estado é quem ganha com a festa de Campina porque, do total de ICMS arrecadado, 75% vai para os cofres do Estado e 25% é redistribuído com os 223 municípios paraibanos, então o Estado é que aufere lucro com a festa, é quem ganha com o São João da cidade, ganha em recursos financeiros e ganha com a projeção que a gente consegue porque Campina Grande faz o maior evento da Paraíba, único que projeta a Paraíba para o Brasil e o mundo”, disse o prefeito.

Em seu raciocínio, Romero afirmou ainda que, nessa realidade, “o Estado ganha mais do que cede”. O chefe do poder executivo municipal também deu uma espetada na avaliação do empréstimo que o governo de João Azevedo promoveu para os barraqueiros que trabalham dentro do Parque do Povo. “Houve um pequeno empréstimo, mas empréstimo você recebe o principal e ainda com juros e correção monetária, então ganha com isso”, frisou.

Sobre a avaliação geral da edição deste ano do São João, o prefeito comemorou os bons números já indicados pelos diversos segmentos econômicos envolvidos diretamente com a festa, como os setores de agências de viagens, hospedagem e alimentação, turismo em geral e comércio dentro do quartel general do forró.

Ele destacou que até a quantidade de material reciclável recolhido no Parque do Povo, que esse ano bateu recorde e chegou a cerca de 35 toneladas, serve de referência para demonstrar o aumento no consumo dentro da festa.

Nenhum comentário

.