Bolinha diz que, a preço de hoje, não será candidato a prefeito


Duas vezes candidato a prefeito de Campina Grande, inclusive tendo sido o terceiro mais votado nas eleições de 2016 – desbancando inclusive a superestrutura do concorrente socialista Adriano Galdino – o empresário Artur Bolinha disse hoje, durante entrevista à Campina FM, que não deverá concorrer pela terceira vez ao Palácio do Bispo.

Todavia, a fala de Artur está mais para reticências que para ponto final. “Provavelmente não serei candidato. Não sentei com minha família nem com ninguém para falar disso de uma forma objetiva. Não posso afirmar de maneira categórica essa posição hoje, que sim ou que não. Mas, se fosse agora, eu diria que não”, disse, completando em seguida: “Mas, obviamente, se eu sentir, tiver um chamamento da própria cidade, posso refletir sobre essa possibilidade”.

Na sequência do raciocínio, Artur Bolinha ponderou que, seja com ele ou com outro nome, “Campina precisa renovar a forma de fazer gestão pública, em que interesses individuais possam perder força para o interesse coletivo, para a gestão, para a boa governança”.

O empresário admitiu que existe uma conversa com o PSL, conforme o blog já havia adiantado, entretanto ressaltou que o diálogo ainda não avançou. Em 2012, Bolinha concorreu pelo PHS, e em 2016 foi candidato a prefeito pelo PPS, mesma legenda pela qual concorreu a deputado estadual em 2018. 

Nenhum comentário

.