Moradores denunciam postes no meio da rua e cobrança da Energisa para removê-los. Veja


Os moradores da Rua Francisco Afonso, no bairro da Ramadinha 1, estão convivendo com uma alegria e um aborrecimento. A alegria é porque a Prefeitura de Campina Grande calçou a via, acabando com o sofrimento da lama em tempos de chuva e a poeira nos períodos de seca; o aborrecimento, por outro lado, ocorre por causa de um problema inusitado: os postes da rede elétrica ficam no meio da rua, como mostra a imagem acima, enviada pelo morador José Ernane para a Campina FM.

Nesta terça-feira, a emissora enviou uma equipe ao local e o repórter Victor Silva conversou com moradores, que revelaram que a Energisa estaria cobrando para remover os postes para o local adequado. “A gente ligou para lá só que eles disseram que isso aí era com o tempo e a gente teria que pagar uma taxa, cada morador R$ 133 por poste. Mas, nós não temos culpa nenhuma disso”, afirmou a manicure Jarlany Cavalcante.

Já o aposentado Francisco da Silva apontou os riscos de acidentes, que já estariam inclusive ocorrendo. “Um caminhão-baú fez uma manobra e chegou a bater no poste. Se fosse um carro mais pesado, teria derrubado. São quatro postes, que nem sequer ficam alinhados, representando um risco muito grande para a população”, disse.

Os moradores afirmaram que buscaram informações junto à empresa que realizou a obra do calçamento, mas teriam ouvido que a prefeitura não poderia fazer e que o problema deve ser resolvido junto à Energisa. A comunidade apela para uma solução rápida sem que seja preciso pagar pelo serviço.


Nenhum comentário

.