Manifestantes impedem entrada de funcionários em empresa e Polícia Militar é acionada


Um grupo de manifestantes tentou impedir a entrada de funcionários de uma empresa de Call Center na manhã desta sexta-feira (14) em Campina Grande. Eles bloquearam a entrada da empresa, que fica no bairro do Cruzeiro, na tentativa de fazer com que os profissionais aderissem ao movimento. A Polícia Militar precisou intervir e um manifestante acabou agredido por um PM após xingar o profissional de segurança por repetidas vezes.

O bloqueio começou depois de sete da manhã e trabalhadores disseram que estavam sendo impedidos de passar pelos grevistas. “Acabei de chegar na empresa e na tentativa de entrada eu fui barrado e empurrado pelos grevistas, funcionários do sindicato. Eles não estão deixando ninguém entrar”, disse o trabalhador Kelton Guedes à reportagem da Campina FM.

“Alguns funcionários forçaram a entrada porque têm consciência que precisam trabalhar. Eu sei que o país hoje vive uma situação bem complicada. Porém, infelizmente, a gente precisa trabalhar”, lembrou o funcionário da empresa privada.

Após a chegada da polícia, por volta de 8h30, a entrada da empresa foi liberada.

Gritos e agressão

Para tentar liberar a entrada da empresa, a Polícia Militar foi chamada. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que um manifestante, que se apresenta como estudante, grita repetidas vezes com um policial. Ele pede calma e pergunta se o PM está nervoso. O profissional reage e acerta um tapa no rosto do jovem.

Nenhum comentário

.