Energisa cobra R$ 3.800 para tirar cabo de alta tensão sobre casa em bairro pobre


Uma moradora do bairro do Mutirão, em Campina Grande, procurou a Campina FM para fazer uma denúncia contra a Energisa. Ana Marília Pereira explicou que um cabo de alta tensão da rede instalada nas proximidades caiu sobre sua casa há cerca de cinco anos; acionada, a concessionária fez a substituição do fio e prometeu retornar para remover de vez o cabo do local.

Desde então, porém, a dona de casa teria feito vários apelos à Energisa para resolver o problema, temendo que o fio volte a romper-se, colocando em risco a integridade física da sua família. Mas, de acordo com ela, a empresa informou que só fará a remoção mediante o pagamento de uma taxa de R$ 3.800, valor completamente fora da realidade da dona de casa.

“O fio está em cima das telhas da minha casa e vejo a hora acontecer algo pior. Quando chove, o medo é de uma descarga elétrica. Mas, chegou uma carta da Energisa dizendo que preciso pagar esse valor para retirar o cabo. O que vou fazer? Nem salário eu tenho”, lamentou Ana Marília.

COBRANÇA

A denúncia da moradora do Mutirão se junta a outras de campinenses, sobretudo de bairros mais humildes, que reclamam da cobrança de valores na mesma média do que foi exigido no caso de Ana Marília. O blog mostrou a história da rua onde os postes estão instalados no meio da via pública e que a concessionária estaria cobrando uma taxa de cada morador para resolver o problema.

Um caso comum é a queixa das pessoas por conta de postes que impedem o acesso às garagens das suas casas e que também resultaria em uma taxa de aproximadamente R$ 3.800 exigida pela Energisa, mesmo havendo uma lei municipal determinando a remoção sem ônus para o consumidor.

Nenhum comentário

.