Vereadores de Campina Grande cumprem agenda em Brasília. Agenda tem três compromissos principais


Uma comitiva de vereadores campinenses, comandada pela presidente Ivonete Ludgério (PSD), segue nesta terça-feira (08) para Brasília, onde vai cumprir uma extensa agenda. Na pauta, três missões prioritárias: tratar sobre a implantação da TV Câmara, o pedido de aprovação dos medicamentos para os portadores de AME e a fiscalização na construção irregular de barragens ao longo do Rio Paraíba, entre outros assuntos de interesse da cidade. O grupo retorna na próxima sexta-feira (11).

Além da presidente Ivonete, integram a comitiva o vice-presidente Márcio Melo (PSDC), o líder do governo João Dantas (PSD), Marinaldo Cardoso (PRB), Renan Maracajá (PSDC), Alexandre do Sindicato (PHS), Sargento Neto (PRTB) e Aldo Cabral (PSC). Uma das principais reuniões será no Ministério das Comunicações, onde os vereadores vão tratar da implantação definitiva da TV Câmara/CG.

Na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), os vereadores vão pedir para que seja liberado os medicamentos para portadores de Amiotrofia Muscular Espinhal (AME). Essa luta foi encabeçada pela vereadora Ivonete, atendendo ao pedido de um grupo de famílias de portadores da doença que fez um apelo comovente no Plenário da CMCG na semana passada. Esse medicamento, que já é usado nos Estados Unidos, foi barrado pela Anvisa desde janeiro.

“Queremos sensibilizar nossos representantes em Brasília para essa questão, pois dos 26 casos de AME que existem na Paraíba, 11 estão na cidade de Campina Grande. Então é preocupante, porque somente a nossa cidade corresponde a quase a metade dos portadores de AME. Vamos pedir pressa na aprovação e distribuição desse importante medicamento”, disse Ivonete.

Por fim, seguindo uma ação iniciada pelo vereador Márcio Melo, a comitiva vai visitar o Ministério da Integração Social, a Agência Nacional das Águas, o DNOCS, o Ministério Público Federal e outros órgãos para cobrar que seja realizada uma rígida fiscalização nas águas do Rio Paraíba, oriundas da Transposição do Rio São Francisco. O vereador denuncia a existência de algumas construções irregulares no percurso das águas que estão prejudicando o abastecimento do Açude Epitácio Pessoa (Boqueirão), que abastece Campina Grande e mais 18 municípios.

Fonte: assessoria

Nenhum comentário

.