Jornalismo

Profissional atuando desde 2008 no mercado, com passagem por todos os meios. Experiência, credibilidade e qualidade

Comunicação institucional

Profundo conhecimento da dinâmica e caminhos da comunicação institucional eficiente, quer no setor público, quer na esfera privada

Direito

Advogado com atuação na área cível em geral e foco em direito do consumidor, além de assessoria legislativa para supervisão e elaboração de projetos

Cursos online

Didática diferenciada, metodologia direta, clara e objetiva buscando a máxima eficiência do estudo

Blog

“Gratuidade pesa no bolso de quem menos pode”, diz Associação das Empresas de Transportes Urbanos

Otávio Cunha, presidente da NTU - Fonte: portal NTU

Pressionado pela queda do número de usuários e pela necessidade de aumento das tarifas, o Transporte Público brasileiro busca uma saída para um desafio que também onera o sistema: a gratuidade. Idosos, pessoas com deficiência, estudantes e algumas categorias especiais de trabalhadores, como carteiros e policiais, têm o direito de circular gratuitamente, ou com desconto, no Transporte Público das cidades, garantido por leis federais, estaduais e municipais. Segundo a Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), o impacto é, em média, de 16,7% no país. Em São Paulo chega a 35,1%, em Brasília é de 19,7% e em Fortaleza, 10,8%.

“A ausência total de gratuidades implicaria uma tarifa cerca de 15% mais barata”, informa a assessoria de imprensa da Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans). O serviço de Transporte Público de passageiros por ônibus na capital mineira registra 35 milhões de usuários por mês. Desses, cerca de 4,5 milhões, são transportados gratuitamente. Ressalvada a política do meio passe estudantil, a totalidade dos custos envolvidos na prestação do serviço de transporte é suportada pelos usuários pagantes e pelas empresas compradoras de vale transporte.

Na cidade do Rio de Janeiro, o impacto nos três primeiros meses do ano foi de 14,82% (em janeiro), 17,25% (fevereiro) e 18,50% (março). Têm direito à gratuidade idosos, deficientes físicos, alunos do ensino municipal e alunos da rede pública de ensino fundamental, ensino médio, universitários beneficiados pelos programas do governo federal de cotas ou o programa para todos os alunos universitários com renda familiar de até um salário mínimo.

A Prefeitura do Rio não dá qualquer subsídio. “A ferramenta utilizada pelo município vem da política tarifária municipal através da modelagem de engenharia financeira que instituiu a integração tarifária, válida por duas horas e meia, possibilitando ao usuário utilizar mais de um modal de transporte municipal ao custo de uma tarifa única modal”, diz o vice-prefeito e secretário municipal de transportes do Rio, Fernando Mac Dowell.

“A gratuidade do Transporte Público pesa no bolso de quem menos pode: o trabalhador ou o desempregado. Não se discute a conveniência da gratuidade, mas sobre a fonte de recurso que banca o benefício”, afirma Otávio Cunha, presidente da NTU. “A pauta da discussão da gratuidade é que o poder público pague pela gratuidade, embora ela represente um pedaço pequeno da política tarifária, sem levar em conta que a economia depende da mobilidade das pessoas para trabalhar e consumir e que o transporte faz parte do processo produtivo”, diz Rômulo Orrico, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe/UFRJ).

O maior desafio da indústria de Transporte Público é a produtividade. Dos anos 90 para cá, a velocidade média dos ônibus caiu de 25 km/h para 15 km/h. A precariedade do serviço e as mudanças econômicas ajudaram a mudar o perfil. Em 1977, 67% das pessoas se locomoviam com Transporte Público. Hoje, são 28,4%. Em nove capitais pesquisadas pela NTU a queda de demanda de usuários foi de 24,4% desde 1994. De 2013 a 2016, a quantia de passageiros de ônibus, trem ou metrô caiu 18,1%.

Com informações da assessoria

Authorism Theme

Jornalismo

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.!

Comunicação

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.!

Direito

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.!

Cursos

4th one time fitness expert, wellness writer, personal trainer, group ex health coach. I am advocates of everything good in the fitness industry and of the people who make it great!

Imagens de tema por richcano. Tecnologia do Blogger.