"Prefeito é o mesmo, mas gestão é outra e precisa de nova cara", diz secretário sobre demissões


Respondendo ao Jornal Integração da Campina FM a respeito das reclamações de ouvintes de que setores fundamentais do Município estariam parados por conta da decisão do prefeito Romero Rodrigues de não renovar os contratos de centenas de prestadores vencidos em outubro e em dezembro, o secretário de Administração, Paulo Roberto Diniz, assegurou que os problemas em algumas áreas serão corrigidos até o meio do próximo mês.

Paulo ressaltou que setores essenciais, a exemplo da limpeza urbana, estão funcionando normalmente, mas reconheceu que há problemas a serem sanados e assegurou que ajustes serão feitos. No tocante aos prestadores e também comissionados, o secretário asseverou que parte dos quadros será novamente preenchida, mas sem garantias individuais.

“As pessoas esquecem que houve uma mudança de gestão. O prefeito é o mesmo, mas, até para tomar posse, Romero teve que receber um novo diploma e ser empossado de novo. Mas, a gestão tem que começar com uma nova cara”, explicou. “O pensamento do prefeito é não penalizar os efetivos. E, para isso, cada secretário está fazendo uma redistribuição do seu pessoal”, acrescentou.

Um dos casos que geraram reclamações da população foi o do Cadastro Único (Fome Zero), que passou quase dez dias sem funcionar, tanto por falta de pessoal quanto porque o gestor não foi nomeado. Segundo a PMCG, houve realocação de servidores e o atendimento foi parcialmente retomado hoje, mesmo sem a nomeação do novo coordenador.

Um outro problema ocorreu na Secretaria de Agricultura, com a suspensão do carro-pipa para a Zona Rural porque os motoristas dos veículos estavam entre os demitidos. A pasta, inclusive, que teve como secretário até 31 de dezembro o professor Fábio Medeiros, está sem comando. O governo, contudo, garante que hoje motoristas foram designados para o serviço.

Crédito da imagem: Arimatea Souza

Nenhum comentário

.