Problema em Camalaú impedirá chegada da água do São Francisco a Boqueirão, revela vereador


Os vereadores Alexandre do Sindicato (PHS) e Marinaldo Cardoso (PRB), que estiveram em Brasília na semana passada acompanhando o prefeito Romero Rodrigues durante audiências no Ministério da Integração Nacional, Ministério das Cidades e Agência Nacional de Águas (ANA), revelaram, durante entrevista ao Jornal Integração da Campina FM desta segunda-feira detalhes de informações sobre um óbice para a chegada das águas do São Francisco ao Açude de Boqueirão.

De acordo com os parlamentares, a ANA informou que há um problema estrutural na barragem de Camalaú, que não comportaria receber as águas sem a implementação de melhorias, e, nesse caso, a transposição não chegaria a Boqueirão. Alexandre do Sindicato fez, inclusive, uma grave acusação contra o Governo do Estado. De acordo com ele, a gestão de Ricardo Coutinho tem conhecimento do problema desde dezembro, mas, mesmo assim, não adotou nenhuma medida no sentido de resolver o caso.

“Os técnicos da ANA confirmaram que o Governo do Estado está ciente desse fato desde o final do ano passado. O pior é que o Governo Federal assegurou recursos e até mesmo o projeto para Camalaú, mas, ainda assim, nada foi feito pelo Estado”, disse Alexandre. Ainda segundo Marinaldo, outro problema seriam os esgotos depositados na região de Monteiro, o que também inviabilizaria a chegada das águas.

Os vereadores afirmaram que enviarão requerimento ao Governo do Estado cobrando explicações e pedindo providências, mas também deverão acionar o Ministério Público. Segundo a Cagepa, Boqueirão deve abastecer Campina Grande até fevereiro de 2017 e a esperança para salvar a cidade de um colapso total é o aporte em Boqueirão das águas do Rio São Francisco.

Nenhum comentário

.