TRE indefere ação do PMN e mantém mandato de Galego do Leite


O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, por maioria, decidiu arquivar o processo movido pelo Partido da Mobilização Nacional (PMN) que pedia a cassação do mandato do vereador Galego do Leite por ter deixado a legenda e se filiado ao PTN no ano passado. O julgamento, que já se estendia há dias por conta de uma série de adiamentos, foi concluído nesta segunda-feira, 23, com quatro votos a dois pelo desprovimento da ação.

Galego do Leite mostrou-se sóbrio diante do esperado resultado. “Graças a Deus, a justiça reconheceu nosso direito, compreendeu que agimos corretamente o tempo todo, com base na lei. Agora, é continuar o nosso trabalho, tocando o mister para o qual fomos eleitos, sem ter que ficar interrompendo as atividades para ir duas ou três vezes por semana a João Pessoa. E tudo que mais quero é, justamente, poder trabalhar”, disse o vereador.

Ele fez questão de agradecer a familiares e amigos pelo apoio, assim como à sua defesa pelo trabalho ao longo do processo. “Agradeço ao doutor Rodrigo Maia e à doutora Teresinha de Jesus Rangel da Costa, nossos advogados, pela brilhante atuação, bem como aos muitos amigos que sempre estiveram nos dando apoio e força. Continuarei focado no exercício do mandato que me foi concedido pelo povo de Campina Grande e esse momento desagradável agora é página virada”, complementou.

Nenhum comentário

.