Presidentes municipais de partidos reagem a suposta manobra de Aguinaldo para favorecer Daniella


O deputado federal Aguinaldo Ribeiro, que lidera um bloco na Câmara formado por seu partido mais o PSC, PTB e PHS, estaria conversando com os presidentes nacionais dessas legendas para tentar garantir a adesão à candidatura da deputada estadual Daniella Ribeiro, sua irmã, à Prefeitura de Campina Grande. As três siglas compõem o governo Romero Rodrigues na cidade.

A informação pegou de surpresa o vereador Alexandre do Sindicato, que comanda o PHS na cidade. “Estou recebendo agora essa informação, não tenho nenhuma posição da direção estadual ou nacional do partido”, disse ao repórter Walter Miro, do Jornal Integração da Campina FM. Alexandre rasgou elogios ao deputado Aguinaldo, mas garantiu que seguirá as orientações do prefeito Romero Rodrigues.

Já o ex-vereador Fernando Carvalho garantiu que o PTB já está decidido pelo apoio a Romero, com o apoio e o respaldo do ex-senador Wilson Santiago. “O PTB estadual autorizou o PTB municipal a declarar apoio a Romero Rodrigues”, ponderou. “E não tenho dúvida nenhuma que o PTB nacional tomaria qualquer decisão sem estar ajustado ao ex-senador Wilson e ao deputado Wilson Filho”, complementou.

Por sua vez, o vereador Hércules Lafite rechaçou veementemente a possibilidade de sua sigla, o PSC, aderir a Daniella. “Quem comanda o partido na Paraíba é o deputado Marcondes Gadelha e eu sou presidente em Campina. Estivemos reunidos e nada disso foi tratado. Aqui, estamos fechados com Romero e se isso acontecesse eu sairia do PSC no outro dia”, afirmou.

Nenhum comentário

.