Romero Rodrigues vistoria obra da Alça Leste e diz que serviço avança "em ritmo acelerado"


Uma das maiores  obras em execução pela atual gestão municipal de Campina Grande, a Alça Leste, foi vistoriada na manhã deste sábado pelo prefeito Romero Rodrigues. Estavam em sua companhia o presidente da Câmara Municipal, Antônio Alves Pimentel Filho, e o secretário de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma), Geraldo Nobre, além de engenheiros responsáveis pela obra. Romero acredita que, com a abertura de novos acessos, além de desafogar o tráfego no centro da cidade, toda a zona Leste será beneficiada.

A Alça Leste é uma obra de dez quilômetros de extensão, estando orçada em R$ 16 milhões. Ela está sendo executada graças a uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Campina Grande e o governo federal. Todo o projeto, contudo, foi elaborado pelo governo municipal, que, mediante esforços do prefeito Romero Rodrigues, conseguiu a viabilização dos recursos necessários a sua execução.

“Podemos dizer, com base na visita que realizamos na manhã deste sábado, que os serviços estão sendo executados num ritmo bastante acelerado”, comentou o prefeito, explicando que o grande objetivo será a interligação da BR-230 à Avenida Santo Antônio, em sentido ao município de Massaranduba.

“Também através da rotatória que fica ao lado do muro do loteamento Alphaville temos, ainda, uma  outra derivação ou interligação até a rua Fernandes Vieira, no bairro de José Pinheiro. Trata-se, então, de uma avenida que tem um eixo principal entre a BR-230 e o Santo Antônio e um outro, perpendicular, saindo da rotatória, subindo pelo muro do Alphaville, interligando-se até o Colégio Nenzinha Cunha Lima e a rua Pedro da Costa Agra, em José Pinheiro”, completou Romero.

Na avaliação do prefeito, trata-se de uma obra de muita importância para Campina Grande em termos de mobilidade urbana, oferecendo novas opções de tráfego e circulação de veículos numa área da cidade que está se desenvolvendo a cada dia.

Para o prefeito, além da questão da mobilidade urbana, a Alça Leste ainda serve para abrir uma nova fronteira de desenvolvimento na cidade, numa área verde e de grande beleza, na qual poderá haver notável crescimento do setor imobiliário.

“Na verdade, estamos abrindo fronteiras, tanto aqui, quanto na área do futuro Complexo Aluízio Campos, no bairro do Ligeiro, onde as ações desenvolvidas possibilitam o crescimento habitacional, comercial e industrial, enquanto com a Alça Leste a cidade ganha em termos de mobilidade urbana e de expansão imobiliária”, afirmou.

Por sua vez, o presidente da Câmara Municipal, Pimentel Filho, elogiou a iniciativa da prefeitura em executar esta que é uma das mais importantes ações do atual governo. Segundo ele, a obra vai gerar uma série de benefícios para a comunidade, demonstrando que, apesar das dificuldades, Campina Grande continua crescendo e oferecendo novas fronteiras de desenvolvimento, além da melhoria das condições de mobilidade da população.

Fonte: Codecom

Nenhum comentário

.