Vereador em exercício diz que obras no bairro do Mutirão estão paralisadas há um ano


Ainda na condição de suplente de vereador em exercício (já que está deixando a Câmara), Aldo Cabral (PSC), que mora no bairro do Mutirão, reclamou da paralisação das obras de urbanização que, segundo ele, estão sem andamento há mais de um ano. “Foram liberados mais de R$ 13 milhões, de acordo com o próprio governador, mas só 20% das obras foram executadas, e cerca de R$ 10 milhões estão em caixa”, declarou Aldo.

Conforme o vereador, os canais que foram abertos provocam, além dos transtornos de mobilidade, o aumento do risco de infestação do mosquito da dengue. “As ruas ficaram esburacadas, não passam viaturas, não passa ambulância. Para as pessoas atravessarem em alguns pontos, foi preciso improvisar pontes. Há muita água parada e é um perigo por conta do mosquito da dengue”, disse.

Por outro lado, Cabral elogiou a Unidade de Polícia Solidária, instalada pelo governo estadual. “Muito boa essa unidade, funciona 24 horas, tem uns doze policiais e umas três viaturas. A UPS atende também o São Januário, Lagoa de Dentro, Ramadinha, Bodocongó e Verdejante, por isso não fica muito no Mutirão, porque circula, mas é algo muito bom para a população”, completou.

Nenhum comentário

.