Secretário sobre reajuste para servidores do Estado: “Não vislumbro esse tipo de coisa”


O secretário de Estado da Receita, Marialvo Laureano, admitiu esta semana que o governo deverá encontrar dificuldades para pagar os salários dentro do mês trabalhado já em fevereiro. O gestor apontou o cenário de crise econômica nacional e seus efeitos sobre as unidades da federação e explicou que janeiro deve ser pago sem atraso.

“A situação dos estados hoje é crítica. O governador pagou em dia até o final do ano passado e quer continuar pagando, está fazendo um esforço tremendo e assumiu já o compromisso público de pagar este mês em dia. Então, a equipe econômica está fazendo um esforço para pagar em dia”, disse.

Sobre fevereiro, Marialvo assegura que, embora a possibilidade seja admitida, ainda há um esforço da gestão para evitar atrasos. “Existe a possibilidade, sim. Mas, o governador não quer aceitar essa possibilidade. Estamos trabalhando justamente para que esse pagamento continue dentro do mês. É a decisão do governador que o pagamento continue dentro do mês”, ponderou.

Já a respeito do reajuste, o secretário da Receita foi taxativo. “Isso aí eu não tenho o que falar porque isso aí só o governador mesmo que tem alguma coisa (a dizer). Não estou vislumbrando esse tipo de coisa, até porque a conjuntura nacional não permite isso. Se você pegar a própria União, o reajuste de janeiro já foi prorrogado para agosto, e isso no governo federal, que em tese não teria problema de dinheiro, que concentra todos os recursos”, analisou Marialvo.

----
Você pode ouvir a fala de Marialvo Laureano no portal da Campina FM clicando AQUI

Nenhum comentário

.