Politicando - "Sobre política e jornalismo"

Cada um no seu quadrado

O ouvinte do Jornal Integração certamente percebeu que nós em nenhum momento abordamos ou mencionamos certas controvérsias em tons de plena baixaria que vêm insuflando os ânimos de políticos, aliados e áulicos de aluguel nos últimos dias em Campina Grande, com a intromissão “gratuita” (atenção para as aspas) de figuras da imprensa pessoense.

Não o fizemos e nem faremos porque temos por desiderato informar, fomentar o debate e a discussão sem, jamais, ceder às artimanhas da busca da audiência a qualquer custo e de transformar jornal em cambalacho.

Na nossa pauta, a polêmica legítima, mesmo a mais acerba, ou os temas peculiares que forem de interesse público sempre estarão presentes. E a nossa linha é clara: que os políticos façam política. Eles digladiam, nós noticiamos e o único partido que tomaremos é o de informar.

Quem usa uma concessão pública para estimular baixarias e apela para todo e qualquer recurso, mesmo o mais sórdido, apenas para buscar angariar audiência, afronta diretamente o ouvinte, porque o padrão de um noticiário é definido conforme o público que objetiva atingir. Ou seja, quem aposta em baixar o nível está, evidentemente, qualificando seu ouvinte no mesmo perfil.

Aqui, entendemos que temos um público consciente, capaz de formar suas próprias opiniões e que não aceita um rádio ligando levando para dentro do seu carro, do seu trabalho ou da sua casa um produtivo informativo baixo, que não respeita ninguém.

Nesse esforço diário, consideramos que não vale tudo. Trabalhamos focados em informar do melhor modo, embora estejamos sempre longe da perfeição, que, por sinal, é atributo exclusivamente divino – embora alguns políticos tabajarinos se julguem assim, tal como agem como se possuíssem outro atributo unicamente do Criador – a onipotência.

Fazemos jornalismo com respeito a todos, mas sem temer a ninguém. E sabemos que todo dia desagradamos alguém, de todos os tantos lados, porque a tradição histórica da relação entre imprensa e políticos na Paraíba é o desejo e esforço dos poderosos para que todos a eles se ajoelhem.

Temos compromisso com a história, com o legado que recebemos e aquele que pretendemos entregar à posteridade, e sobretudo com o anseio de informar com ética e qualidade.

Não promoveremos e nem mesmo daremos eco, portanto, àquilo que jamais deveria ser, inclusive, prática aceitável entre aqueles que precisariam servir de exemplo. De bom exemplo.

Seja como for, façam a política. E nós faremos jornalismo.

-----
Para ouvir a coluna, clique AQUI

Nenhum comentário

.