Oposição na Câmara Municipal de Campina Grande enfrentará dificuldades para definir líder

 

O vereador Murilo Galdino (PSB) não ficou sequer seis meses à frente da bancada de oposição na Câmara Municipal de Campina Grande e já vai passar o bastão. O problema é para quem. Em tese, o peemedebista Olimpio Oliveira não deve aceitar a missão, já que no meio de 2015 defendeu que haja um rodízio no comando do bloco.

À época, Murilo aceitou mais ou menos porque não tinha outro jeito, mas, agora alega que quer focar na campanha. “Quando me convocaram para assumir a liderança, foi pelo ano de 2015. Começou 2016 e vou colocar isso na mesa de novo, marcar uma reunião com a bancada e ver quem se interessa em assumir”, disse ainda.

Murilo Galdino exerce seu primeiro mandato na Câmara Municipal e, antes de assumir a liderança da oposição, integrou durante dois anos a base do prefeito Romero Rodrigues.

Caso Olimpio não aceite voltar à função, a atribuição deve recair (por ordem de possibilidade) sobre Napoleão Maracajá (PC do B) ou Galego do Leite (PTN). Segundo informação de bastidores, Rodrigo Ramos (PDT) não teria qualquer interesse em assumir a liderança.

Nenhum comentário

.