Acusados de compra de votos, governador e vice do Amazonas são cassados pelo TRE


O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas cassou na tarde desta segunda-feira, 25, os mandatos do governador do Estado, José Melo (Pros), e do vice-governador, Henrique Oliveira (SD). No total, cinco magistrados votaram a favor da cassação, havendo apenas um voto contra. Governador e vice continuam no cargo pelo menos até a publicação do acórdão. Eles são acusados da promoção de um esquema de compra de votos nas eleições de 2014.

De acordo com a imprensa local, a defesa de José Melo vai aguardar a publicação para anunciar as medidas a serem tomadas, que podem ser, inicialmente, embargos de declaração no próprio TRE/AM ou recursos ordinários no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). É provável que o gestor consiga se manter no exercício do mandato enquanto os recursos disponíveis não forem exauridos.

Ainda conforme a defesa do governador, o acórdão do TRE não deverá mencionar quem assume o cargo caso José Melo e Henrique Oliveira acabem realmente afastados. José Melo foi reeleito no último pleito vencendo no segundo turno o ex-governador e senador Eduardo Braga (PMDB), atualmente ministro das Minas e Energias. 

Nenhum comentário

.