Jornalista revela ameaças após publicar denúncias contra prefeitura do Sertão

O jornalista e professor Cidoval Morais revelou em sua coluna no portal Paraíba Online ter sofrido retaliações e ameaças veladas após publicar artigos em que traz diversas denúncias de nepotismo explícito, gastos excessivos com diárias e contratação de despesas com familiares do prefeito da cidade sertaneja de Malta, Noel Rosa. As denúncias são contundentes.

Sem meias palavras, Cidoval garante haver provas da existência de um esquema de “mensalinho” na cidade. “Na última eleição para presidente da Câmara, por exemplo, ocorrida em dezembro último, para a manutenção no cargo do atual presidente, fato que muito interessava ao prefeito Nael Rosa, até o mais desinformado dos moradores da cidade sabe quanto custou o voto de cada vereador”, diz. E complementa: “O que ainda não foi tornado público, com todas as letras, e aqui vai em primeira mão, é que conversas gravadas e filmadas documentaram algumas das negociações mais tensas”.

O jornalista, que é professor doutor da UEPB em Campina Grande e diretor da Editora da universidade, lista os cargos ocupados por parentes do chefe do executivo na prefeitura de Malta. A primeira-dama, conforme Cidoval, é secretária de Ação Social; um filho do prefeito responde pela Secretaria de Finanças; um irmão, pela Agricultura;  um cunhado é secretário de Transportes; e uma cunhada, de Saúde.

Morais ainda relata que, de acordo com dados do Sagres, a prefeitura mantém contratos com empresas de familiares do prefeito. Uma padaria pertencente a uma cunhada de Nael Rosa recebeu, segundo relata o jornalista, R$ 60 mil entre janeiro de 2013 e outubro de 2014. “Ou seja, um ‘salário’ mensal de aproximadamente R$ 2,7 mil”, avalia. Um irmão do chefe do executivo também estaria na folha de pagamentos, de acordo com o jornalista. A íntegra dos artigos pode ser lida no Paraíba Online.

Ameaças e retaliações

Em um dos textos, Cidoval Morais afirma que familiares que moram em Malta estariam sofrendo retaliações por conta das denúncias que o jornalista tem formulado. Além disso, ameaças estariam chegando por vias indiretas. “De lá para cá, já recebi muitos recados indiretos e sugestões para não mexer ‘nesse vespeiro’”, conta.

O presidente da Associação Campinense de Imprensa (ACI), Fernando Soares, manifestou apoio ao jornalista Cidoval Morais e assegurou que as entidades de classe já estão tomando parte no caso.

Da parte do blog, fica assegurado ao prefeito de Malta o espaço para o contraditório: qualquer comentário ou declaração poderá ser enviado por e-mail (lenildoferreira@gmail.com) e terá publicação integral.

Por outro lado, qualquer ameaça, retaliação ou intimidação, parta de quem partir, seja qual for o teor, direcionada a um jornalista, atinge a categoria como um todo e fere princípios basilares da democracia, da ordem republicana e do estado de direito. Assim, todo o eventual esforço para calar a imprensa deverá ser respondido com uma ampla repercussão do caso e com o aprofundamento da apuração e divulgação noticiosa das denúncias não por um, mas por muitos profissionais. Olhos, portanto, para Malta.

Nenhum comentário

.