Vereador pede à Secretaria de Educação de CG estímulo à leitura e produção do cordel em sala de aula


O vereador Alexandre do Sindicato (PROS) solicitou da Secretaria de Educação do Município de Campina Grande que a literatura de cordel seja objeto de trabalho didático dos professores em sala de aula, inclusive com o ensino das técnicas básicas de composição e produção de pequenos “cordéis” manuscritos pelos estudantes da rede municipal de ensino. 

“Esse é um gênero literário profundamente ligado à cultura nordestina. A região é pródiga na produção de gênios desta arte, desde Leandro Gomes de Barros até Manoel Monteiro. É preciso difundir o cordel, apresentá-lo às nossas crianças e jovens no ambiente escolar, a fim de manter vivo esse elemento cultural tão belo e tão rico”, comentou Alexandre. 

Apesar de o requerimento ser um tipo de matéria sem força de lei, representando, contudo, uma solicitação oficial e formal do poder legislativo, o vereador Alexandre do Sindicato disse acreditar que o pedido certamente será analisado com atenção pela secretária de Educação do Município, a professora Iolanda Barbosa.

“A professora Iolanda é de uma competência admirável, uma educadora de alto nível, de modo que certamente conhece e reconhece a importância da literatura de cordel e as muitas possibilidades de seu uso em sala de aula, quer como gênero literário a ser apresentado e estudado, quer como ferramenta didática”, acrescentou o vereador.

Nenhum comentário

.