Comerciários reivindicam aumento de 18% e prometem pressionar patrões durante reunião nesta quinta


Por Francinete Silva - Ascom

Representantes da classe patronal e do Sindicato dos Empregados no comércio de Campina Grande e Região sentarão à mesa nesta quinta-feira ( 23), às 19 horas, para discussão da pauta de reivindicações dos trabalhadores referente à campanha salarial 2014-2015. A reunião acontecerá na sede do Sindiloja, na Rua Maciel Pinheiro, Centro, onde os trabalhadores prometem fazer pressão para forçar os empregadores concederem um aumento em torno de 18%.

A proposta apresentada aos patrões é de  um reajuste salarial de 17,41%, o que significa dizer que o piso da categoria passará dos R$ 763 atuais para R$ 900. O percentual tem como referência o crescimento do comércio da Paraíba, registrado nos últimos 12 meses, que foi de 11,30%, como também baseado no índice da inflação do período ( 6,38%), segundo o presidente do Sindicato dos Comerciários, José do Nascimento Coelho.

O sindicato solicita ainda o tíquete-refeição para todos os trabalhadores no valor de R$ 10; 14º salario (participação nos lucros e resultados); aviso prévio de 60 dias para todos os trabalhadores; redução da carga horária semanal de 44 para 40 horas, sem perda de salário e estabilidade de 90 dias para as comerciárias, após a licença maternidade, além de várias outras garantidas em convenção anterior.

Coelho disse esperar dos patrões agilidade no entendimento da pauta, para que não haja desgaste nas negociações. Ao todo são mais de 50 cláusulas econômicas e sociais, que foram aprovadas na manhã do dia 28 de setembro do corrente ano, quando o Sindicato dos Empregados no Comércio reuniu os trabalhadores em Assembleia Geral para o lançamento da Campanha Salarial 2014/2015. O encontro foi realizado no Sindicato dos Empregados no Comércio Hoteleiro e Similares, na Rua Major Belmiro, 174, bairro São José.

Nenhum comentário

.