Irmão Cézar: “É preciso se opor firmemente à descriminalização da maconha e do aborto”


O candidato a deputado estadual Irmão Cézar, do PROS, afirmou nesta quinta-feira, 04, que é necessário promover um trabalho consistente e permanente de oposição ao discurso dos segmentos que defendem a descriminalização da maconha e do aborto, com forte apoio da grande mídia nacional.

Pesquisa do Ibope divulgada esta semana mostrou que 79% dos brasileiros são contra a legalização do aborto, mesmo índice de rejeição à descriminalização da maconha. Em ambos os casos, o percentual de entrevistados favoráveis é também o mesmo, 16%. Para Cézar, esse índice de entrevistados pró-descriminalização ainda é elevado e se deve à “campanha” promovida cotidianamente pela mídia.

“Não é brincadeira. Emissoras de TV, jornais, novelas, sites da internet, um esforço concentrado em favor do discurso abortista e de apologia à maconha. Ainda assim, felizmente, a absoluta maioria dos brasileiros rejeitam a descriminalização. Mas, é preciso que os segmentos que se opõem à legalização tenham uma postura ainda mais firme e permanente”, ponderou Irmão Cézar.

Para o candidato, mesmo no caso das câmaras municipais e das assembleias legislativas, onde não há poder para apreciação direta do tema, é necessário que os parlamentares usem a tribuna para conscientizar a população a respeito do lobby dos que defendem a legalização.

“Temos que ocupar espaços, ainda mais cientes de que a grande mídia dá pouca repercussão a tudo aquilo que se diz contra o aborto e a legalização da maconha. Além disso, é necessário que vereadores e deputados estaduais estejam vigilantes para combater esse tipo de doutrinação, por exemplo, nas escolas. Nosso mandato será firme e incansável nesse sentido”, declarou o candidato do PROS.

Nenhum comentário

.