Candidata que teve apenas o próprio voto assume vaga de vereadora em cidade do RS

Uma candidata à Câmara de Vereadores que ganhou apenas o próprio voto durante as eleições municipais de 2012 tomou posse na última quarta-feira (03/09), em Coronel Pilar, município de 1,7 mil habitantes próximo a Bento Gonçalves e Garibaldi. Veridiana Bassotto Pasini, 39 anos, não foi votada sequer pelo marido. Filiada ao PTB, a secretária de dentista assume como sétima suplente da coligação entre o partido com o PP e o PMDB.

Veridiana foi empossada porque o titular da coligação, Luciano Contini (PMDB), precisou se afastar por licença médica durante 60 dias. A suplente Iraci Moresco Zanatta assumiu por 30 dias, deixando lugar vago para outro. Como os seis suplentes seguintes da lista não assumiram por motivos diversos, o cargo caiu no colo da secretária. Ela ficará no cargo até o início de outubro.

"Eu não esperava, mesmo sem querer acabei entrando. Concorri para preencher a cota de mulheres candidatas na coligação e optei por não fazer campanha", revela a mulher.

Ainda que não tenha feito campanha, ela votou em si mesma no dia da eleição na seção eleitoral onde está cadastrada, na comunidade de São Bartolomeu. O voto único lhe garantiu uma vaga na Câmara. A coligação PP, PMDB e PTB elegeu cinco dos nove vereadores de Coronel Pilar.

Natural de Desvio Machado, no interior de Farroupilha, Veridiana se mudou para Coronel Pilar ao casar com Luiz Carlos Pasini, em 2005. Atualmente, Pasini é presidente do PTB no município. Por quatro anos, no período de 2005 a 2008, a vereadora trabalhou no setor de compras e almoxarifado da prefeitura. Em 2009, quando o filho do casal nasceu, ela parou de trabalhar e voltou aos afazeres há um mês, como secretária em um consultório odontológico.

"Isso é para transmitir o valor que um voto tem. Antes não tinha ideia de como era, mas agora que assumi penso um pouco diferente e vi que dá para fazer muito pelo município, mesmo que seja representando um voto", avalia a vereadora, que pretende apresentar um projeto na sessão ordinária marcada para a noite desta quarta-feira, embora não diga sobre o que se trata.

Rodrigo Chernhak - Zero Hora

Nenhum comentário

.