Marina avisa: "Não é hora de discutir política"


Notícia do DCI - Abalada com a morte do candidato à Presidência Eduardo Campos, a ex-senadora Marina Silva se recusou a comentar a possibilidade de assumir a liderança da campanha e concorrer ao pleito de outubro. "Não é hora de discutir política", disse Marina, que é candidata à vice-presidência na chapa de Campos, do PSB.

Aliados de Marina, de seu partido Rede Sustentabilidade, acreditam que a ex-senadora será a candidata oficial no lugar de Campos. Campos, de 49 anos, estava em um jatinho particular com outras seis pessoas no momento do acidente. A aeronave caiu no bairro do Boqueirão, em Santos, e não há sobreviventes. O candidato cumpria agenda de campanha e deveria participar de um evento no Guarujá. Ele chegou a oferecer carona para Marina Silva, que alterou sua agenda de última hora.

Coluna Painel, da Folha - Abalada com a morte de Eduardo Campos, Marina Silva atendeu ligações de amigos e parentes, mas se recolheu durante boa parte do dia para fazer orações e meditar. Antes do breve pronunciamento em Santos, avisou a aliados, a portas fechadas: “Não é hora de discutir política”. Mais tarde, disse o mesmo a integrantes da Rede Sustentabilidade que buscavam orientação sobre o futuro da chapa. “Nem as pessoas mais íntimas conseguiriam arrancar algo dela agora”, disse um deputado.

Marina estava em seu apartamento em São Paulo quando soube do acidente. Após a confirmação da tragédia, chorou muito.

Nenhum comentário

.