Veja nota da Reitoria da UEPB em lamento à morte do poeta Manoel Monteiro


A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), através do reitor Rangel Junior e de toda sua comunidade acadêmica, lamenta, com profundo pesar, o falecimento do poeta Manoel Monteiro. Homem de grande caráter, artista de grande destaque, o pernambucano, radicado em Campina Grande, se transformou em um ícone da cultura popular nordestina, através de suas belas obras de cordel.

Com uma vida dedicada à poesia, Manoel Monteiro contribuiu significativamente para a valorização da cultura do Nordeste, chegando a ser considerado o mais importante cordelista brasileiro, com uma produção densa e diversificada, envolvendo praticamente todas as áreas da atividade humana.

Com total domínio da rima e da métrica, conseguia prender a atenção do leitor do início ao fim de suas narrativas, detentoras de grande influência verbal, digna dos grandes mestres da poesia. Foi o principal responsável pela disseminação da Literatura de Cordel nas escolas, através de sua iniciativa de divulgar esta arte nas salas de aula de instituições de ensino públicas e privadas da Paraíba. Graças à grande qualidade de sua produção, a Literatura de Cordel passou a ser indicada para a grade escolar de escolas de várias cidades brasileiras.

Suas obras são marcadas por críticas sociais, biografias e humor, em mais de 150 títulos. Manoel Monteiro deixa um legado de amor pela cultura. A UEPB guarda um pouco da memória literária do poeta, através de cordéis que integram do acervo da Biblioteca Átila Almeida e que foram doados pelo próprio artista. Neste momento de profunda dor pela perda de Manoel Monteiro, fica a lembrança de um apaixonado pelas letras que, inúmeras vezes, esteve junto com a Universidade Estadual da Paraíba em diversas ações de valorização e difusão da cultura popular.

Diante de tão profunda dor, toda a comunidade acadêmica da UEPB se une em oração para que Deus dê aos familiares do poeta Manoel Monteiro a força necessária para enfrentarem este difícil momento.

Assessoria UEPB

Nenhum comentário

.