Por candidatura, secretário-geral do PROS recusa indicação para pasta na PMCG


O secretário geral do Partido Republicano da Ordem Social (PROS) em Campina Grande, Mário Cézar de Souza Lima, o Irmão Cézar, afirmou nesta quarta-feira, 19, que não poderá atender à indicação da direção da sigla para que assuma um cargo no primeiro escalão da Prefeitura Municipal de Campina Grande, por conta de seu projeto de ser candidato a deputado estadual no pleito de outubro.

Irmão Cézar agradeceu a indicação, mas revelou que já se reuniu com o presidente do diretório municipal do PROS, vereador Alexandre do Sindicato, e explicou que a prioridade é disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa. O secretário fez questão de agradecer a indicação do seu nome, que foi subscrita pelos vereadores Pimentel Filho, Cícero Buchada e Ivan Batista, além de Alexandre.

“A reivindicação do partido é justa, afinal, o PROS tem a maior bancada na Câmara Municipal. No entanto, não posso abrir mão da candidatura a deputado estadual, mas não haverá maiores dificuldades, porque poderemos indicar um outro nome da nossa legenda ao prefeito Romero Rodrigues”, disse Cézar. “Agradeço penhoradamente aos companheiros do PROS pela indicação do meu nome”, completou.

A pré-candidatura de Irmão Cézar a deputado estadual já soma apoios expressivos em vários municípios, além de contar com a chancela da cúpula estadual do partido. Também nesta quarta-feira, o presidente municipal da sigla, Alexandre do Sindicato, confirmou que o partido aguarda ser chamado pelo prefeito Romero para discutir qual secretaria ocupará. Até lá, a direção municipal, em consonância com a bancada do PROS na Câmara, definirá qual nome será indicado para o cargo.

Nenhum comentário

.